quinta-feira, 17 de março de 2011

Palmeiras goleia o Uberaba e avança na Copa do Brasil

Kléber comemora o segundo gol, após passe de Valdivia
O Palmeiras iria a campo com a formação das últimas partidas, mantendo Adriano Michael Jackson no ataque e com os laterais titulares Gabriel Silva e Cicinho. Porém, a péssima condição do gramado fez com que o técnico Luiz Felipe Scolari mudasse a formação, colocando Luan no lugar de Adriano, tirando Gabriel Silva e colocando Rivaldo na esquerda, deslocando Márcio Araújo para a direita, colocando Chico como falso homem de meio-campo, ajudando na zaga. Por fim, tirou o "leve" Tinga e colocou Patrik para ajudar Valdivia na armação das jogadas. A opção do treinador deu certo, pois o objetivo do Palmeiras era eliminar o jogo em São Paulo e voltar classificado às oitavas-de-final.
Com um adversário frágil e um campo que impedia de jogar futebol, o Palmeiras foi soberano. Luan iniciou uma jogada, mas a bola foi cortada pela zaga para a linha de fundo. Escanteio que Marcos assunção levantou na medida para o próprio Luan desviar de cabeça e abrir o marcador aos 11 minutos do primeiro tempo. Mesmo com a vantagem no placar, o Palmeiras dominava a posse de bola e aos poucos, ia conseguindo penetrar na defesa adversária. Aos 22 minutos, o passe de Valdivia encontrou Kléber na área. O gladiador protegeu a bola e rolou para Luan fuzilar de pé esquerdo o gol de Fernando.
Com uma desvantagem de dois gols no placar, o Uberaba se viu na obrigação de atacar para diminuir a vantagem alviverde. Em belo chute de fora da área, o atacante Marcinho obrigou o goleiro Deola a fazer grande defesa, espalmando a bola. Pouco tempo depois, o mesmo Marcinho acertou o pé da trave após cruzamento que veio da direita.
Porém, o Palmeiras tinha o controle da partida e aos 42 minutos, Valdivia deu passe para Kléber que, da entrada da área, chutou rasteiro no canto direito de Fernando. A bola ainda beliscou a trave e morreu no fundo da rede no Uberabão. E o primeiro tempo terminou com uma vantagem de 3x0 para o Palmeiras em pleno solo mineiro.
O segundo tempo se inicia e o Uberaba parece vencido pela grande vantagem aberta pelo Verdão no primeiro tempo. O alviverde apenas tocava a bola e já não mais chegava ao ataque com a mesma sede de gols do primeiro tempo. Mesmo disposto a manter essa vantagem, Luan fez bela jogada pela esquerda, invadiu a área e acertou a trave do goleiro Fernando, após um chute forte.
Quando a partida parecia encaminhada para os 3x0, Luan achou Márcio Araújo no bico da área. O volante levou a bola para a linha de fundo e cruzou para Kleber acertar um lindo voleio com o pé esquerdo e massacrar de vez o time mineiro: 4x0 e uma grande atuação do Palmeiras, "matando" o jogo da volta que seria em São Paulo.

FICHA TÉCNICA
UBERABA 0 X 4 PALMEIRAS


Local: Estádio Uberabão, em Uberaba (MG)
Data: 16 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Gelson Pimentel Rodrigues (ambos do ES)
Público e renda: Não divulgados
Cartões amarelos: Balduin, Gabriel, Rodrigão e Hugo Alexandre (Uberaba); Thiago Heleno e Chico (Palmeiras)

GOLS:PALMEIRAS: Luan, aos 10 e aos 21, e Kleber, aos 41 minutos do primeiro tempo; Kleber, aos 46 minutos do segundo tempo

UBERABA: Fernando; Maurinho (Eder), Felipe, Rodrigão e Bruno Campos; Balduin, Gustavo, Gabriel (Juninho Cearense) e Cristiano Brasília (Hugo Alexandre); Marcinho e Cadu
Técnico: Nenê Belarmino

PALMEIRAS: Deola; Márcio Araújo, Danilo, Thiago Heleno e Rivaldo; Chico, Marcos Assunção (João Vitor), Patrik (Cicinho) e Valdivia (Vinicius); Luan e Kleber
Técnico: Luiz Felipe Scolar
i

3 comentários:

barbaranonato disse...

Não entendo muito de colocações e disposições em campo, como você explicitou no artigo, mas vejo futebol como esporte-arte. Saber atuar em campo eleva o conceito do jogador e resulta em vitórias para o time e lideranças em campeonatos, o que faz do futebol brasileiro um espetáculo diferenciado para o restante do mundo.
Pela tua narrativa foi um jogo difícil, apesar da vitória ampla.

Eric disse...

Foi sim Barbara. As condições do gramado não ajudavam para o espetaculo acontecer.

dinho-music disse...

Noossa a bola nem rolava nesse gramado. não vi esse jogo, mas creio que o palmeiras jogou bem.

Postar um comentário