sexta-feira, 1 de abril de 2011

Goiás vence Ponte Preta fora de casa e elimina jogo de volta

A Ponte Preta foi surpreendida em casa pelo Goiás e perdeu por 3x0
O Goiás foi até Campinas-SP para enfrentar a Ponte Preta. Fora de casa, os goianos se sairam muito bem e abriram o placar logo aos 10 minutos de jogo. O atacante Guto, ex-Internacional,  anotou o primeiro gol para os visitantes no Estádio Moisés Lucarelli. Diante de sua torcida, a Ponte Preta, que vem fazendo boa campanha no campeonato paulista, se viu na obrigação de precionar o adversário em busca de um gol para se manter vivo na partida. No entanto, a equipe paulista proporcionava ao adversário os contra-ataques. E em um desses, a jogada só foi parada mediante a falta que Guto bateu e amplicou a vantagem dos goianos aos 31 minutos do primeiro tempo.
Diante de um adversário conscistente na marcação, a Ponte Preta foi para o intervalo com esperanças de reverter a situação no segundo tempo da partida. Porém, logo no início da segunda etapa, os ponte-pretanos receberam uma ducha de água fria. O atacante Felipe Amorim anotou o terceiro da equipe goiana que se fechou e não tomou nenhum gol até o apito final do árbitro.
Final de jogo no Moisés Lucarelli, Ponte Preta eliminada 0x3 Goiás classificado. Os esmeraldinos esperam agora o vencedor do confronto entre Santa Cruz-PE e São Paulo-SP para saberem quem será o próximo adversário nas oitavas-de-final da competição.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 x 3 GOIÁS


Local: Estádio Moises Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 31 de março de 2011, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Eberval Lodetti e Neuza Ines Back (ambos de SC)
Renda: R$ 21.540,00
Público: 3.085 pagantes
Cartões amarelos: Gil, Ricardo de Jesus, Leandro, Eduardo Arroz e João Paulo (Ponte Preta)

Gols:
GOIÁS:
Guto, aos 10 e aos 31 minutos do primeiro tempo, e Felipe Amorim aos 2 minutos do segundo tempo.

PONTE PRETA: Bruno; Eduardo Arroz, Leandro Silva, Ferron e João Paulo (Charles); Josimar (Ricardo de Jesus), Mancuso, Gil e Válber; Márcio Diogo (Renan) e Tiago Luís.
Técnico: Gilson Kleina

GOIÁS: Harlei; Rafael Tolói, Ernando e Marcão; Oziel, Carlos Alberto (Amaral), Zé Antônio, Marcelo Costa (Robert) e Diogo; Felipe Amorim e Guto.
Técnico: Artur Neto

5 comentários:

dinho-music disse...

Nooosa, esperava mais da ponte preta, é um bom time.

Sentimentares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JULIO disse...

pois é.. acho q todos esperavos mais né!

Macaco Pipi disse...

Q FEIO, PONTE!

Lucas Adonai disse...

Eu esperava mais garra da Ponte.

Postar um comentário